tv   / Cancelada!

Autores de Malhação se pronunciam sobre o cancelamento: “Sonho continua”

Após mudança na grade da Globo, os Irmão Carvalhos quebraram o silêncio e agradeceram o carinho dos fãs

Redação Minha Novela Publicado quinta 30 setembro, 2021

Após mudança na grade da Globo, os Irmão Carvalhos quebraram o silêncio e agradeceram o carinho dos fãs
Eduardo Carvalho e Marcos Carvalho - Foto: Reprodução/ Instagram

Eduardo Carvalho e Marcos Carvalho, os Irmãos Carvalho, publicaram na manhã desta quinta-feira, 30/09, um texto sobre o cancelamento de Malhação. Na nova temporada, eles já haviam sido confirmados como autores do folhetim, que teria 70% do elenco negro, e já teriam iniciado a fase de teste para o elenco.

Assim, nas redes sociais, eles publicaram o mesmo texto falando sobre a mudaça que a Globo fez na grade: “Eu e Marcos Carvalho não íamos nos manifestar publicamente sobre a notícia do cancelamento de Malhação, mas mudamos de ideia, já que ainda temos recebido de amigos e jornalistas perguntas de como estamos ou o que aconteceu”.

Na sequência, os irmãos deixaram o pronunciamento, que destacam a gratidão por todo o carinho dos fãs e que, apesar do cancelamento do folherim, seguirão na corrida em de seus sonhos.

"Agradecemos por todas mensagens que recebemos e por aquelas que não recebemos, pois as pessoas ficam na dúvida se é pertinente se manifestar. Por aqui, seguimos serenos e firmes. Há 3 anos, antes mesmo de definirmos sobre o que seria a história, traçamos uma premissa: precisamos nos ver nela. Queríamos olhar pelo portão, ver as pessoas subindo o morro e pensar: nossos personagens, com seus dramas, poderiam estar subindo essa ladeira. Apresentar isso para milhões virou nosso sonho”, escreveu.

Assim, continuou: “Mas a vida é desafio e nosso sonho continua. Um sonho que não é só de nós dois, nem só da equipe, nem só do elenco. Sonho dos que vieram antes de nós e nos abriram caminho. Sonho de Ruthes e Otelos. Sonho de Zezés e Miltons. E de milhões de brasileiros. O sonho da tela da TV ser menos janela e mais espelho. Menos janela pra um Brasil de bairro nobre de Rio ou São Paulo e com cor de Suíça. E mais espelho de nós mesmos, do Brasil real. Um Brasilzão grande e complexo. Cheio de dor e alegria, miséria e irreverência. E cor. Muitas. Todas”.

Por fim, destacou: “Não temos a pretensão de herdar o anel de bamba dos gigantes que vieram antes de nós. Mas, assim como tantos outros, assumimos a responsabilidade de atender ao pedido final de muitas e muitas gerações: a de não deixar nosso samba morrer. Nem nossos sonhos. E a foto da sarrada com os prêmios que recebemos em Brasília pelo filme 'Chico' é pra lembrar que a favela é potência e magia. Que não importa onde tá a linha de chegada, nós passaremos por ela. Melhor: por cima dela, sarrando. Nós, os que já vieram antes e os milhares que também são responsáveis por estarmos aqui. Juntos. Sempre. Paz".

++ Juliana Paes fala sobre o remake de Pantanal: “Vou ser a mãe de Juma”

Último acesso: 17 Oct 2021 - 15:21:10 (1051972).